Fraldas descartáveis usadas

Políticas > Resíduos > Fluxos Específicos de Resíduos > Fraldas descartáveis usadas

Fraldas descartáveis usadas

No que se refere às fraldas descartáveis usadas, estes resíduos de origem predominantemente urbana e produzidos hoje em dia em larga escala, assumem, face às suas características de utilização, um fator significativo que determina que seja refletida a decisão quanto ao seu destino final. Efetivamente, o atual destino dado a estes resíduos é a sua eliminação, quer em aterro quer por valorização energética, pelo que um potencial encaminhamento para reciclagem implicaria o estabelecimento de regras e de fatores a considerar numa gestão específica.

Decorrente da necessidade de se promover a definição da melhor opção na gestão destes resíduos, a Agência Portuguesa do Ambiente diligenciou, em 2009, em parceria com uma entidade externa, o desenvolvimento de um estudo de sustentabilidade técnica, ambiental e económico-financeira, que permitisse avaliar da sua potencialidade como fluxo de resíduos. Com a concretização deste estudo foram identificados vários cenários de modelos de gestão, com o objetivo de definir uma estratégia para este fluxo emergente.

Neste enquadramento e tendo em consideração a tomada de decisão para a melhor opção de gestão de resíduos de fraldas descartáveis, designadamente no alinhamento para o seu desvio de aterro e um eventual encaminhamento para reciclagem destes materiais, e face à necessidade de um maior conhecimento técnico para a definição da abordagem sectorial, foi considerada não haver mais-valia na constituição de um fluxo  e consequente um enquadramento legal especifico.