Dados sobre Resíduos Urbanos

Dados sobre Resíduos Urbanos

Políticas > Resíduos > Gestão de Resíduos Urbanos > Dados sobre Resíduos Urbanos

(Fonte: APA, MRRU 2017, Portugal Continental e Regiões Autónomas) NOVO!

Produção

 

Em 2017 foram produzidas em Portugal 5,007 milhões de toneladas (t) de RU, mais 2% do que em 2016, mantendo-se a tendência, ainda que ligeira, de crescimento dos anos anteriores.

 

Região\Ano

2012

2013

2014

2015

2016

2017

Portugal Continental

4 525

4 363

4 474

4 523

4 640

4 745

Região Autónoma da Madeira

114

106

110

110

119

124

Região Autónoma dos Açores

143

139

136

132

132

137

Total

4 782

4 608

4 719

4 765

4 891

5 006

Variação face ao ano anterior

↓ 7%

↓ 4%

↑ 2%

↑ 1%

↑ 3%

↑ 2%

 (unidade: milhares de toneladas)

Destino

 

Embora os dados apontem para uma evolução positiva no sentido do cumprimento da hierarquia dos resíduos, há a destacar a estabilização da fração recolhida seletivamente para valorização material face ao total de resíduos, tendência contrária à estratégia comunitária e nacional para os RU. Embora sejam identificadas pelos SGRU razões que justificam este decréscimo, a conclusão fundamental é que os esforços e investimentos que têm vindo a ser feitos no sentido do aumento da deposição seletiva, não têm tido os devidos reflexos nos comportamentos da população. Tendo em conta as metas ambiciosas definidas, designadamente de preparação para reutilização e reciclagem e retomas de recolha seletiva, há que fazer uma análise das possíveis alternativas para combater e inverter esta situação e iniciar a sua implementação de forma a ser possível atingir os valores definidos para 2020.

No que respeita ao encaminhamento Direto de RU para as operações de gestão verifica-se a distribuição constante do gráfico abaixo:


 

Ainda no que concerne ao destino dos resíduos, o gráfico seguinte reflete os Destinos Finais dos resíduos geridos pelos SGRU no ano de 2017, sendo que o apuramento desta informação teve por base a metodologia do EUROSTAT - Guidance on municipal waste data collection, September 2016.

Em 2017 verificou-se uma inversão da tendência de decréscimo da quantidade de RUB depositado em aterro, tendo-se registado uma redução de 43% dos RUB depositados em aterro face aos valores de 1995. Contudo, torna-se a verificar um ligeiro aumento na produção total de RU o que poderá dificultar o atingir dos objetivos definidos. A concretização da meta em 2020 está dependente da otimização das unidades TMB já existentes, cujo funcionamento se iniciou nos últimos anos.


Caracterização física

 

Na figura seguinte são apresentados os resultados da caracterização física média dos RU produzidos no Continente, elaborada com base nas especificações técnicas da portaria n.º 851/2009, de 7 de agosto.

 

 

Nos anexos a esta página encontram-se documentos com compilação da informação anual sobre a gestão dos resíduos urbanos desde 2009, destacando-se o mais atual - Relatório Anual de Resíduos Urbanos 2017, para o qual são também disponibilizados dados detalhados sob a forma de fichas individuais por SGRU e Ficheiro de Dados.

 

Caso pretenda consultar as Fichas dos Sistemas de anos anteriores clique nos anos respetivos 20162015