Passar para o conteúdo principal

Lixo marinho em praias - Campanha 2020

Alguns dos resultados obtidos nas 46 campanhas do programa de monitorização do lixo em praias realizado em 2020, nas 15 praias de Portugal Continental

Em 2020 foram realizadas 46 campanhas de monitorização do lixo marinho em 15 praias de Portugal Continental: Região Norte: Cabedelo e Arda (Viana do Castelo), Estela/Barranha (Póvoa do Varzim) e São Félix da Marinha (Vila Nova de Gaia), Região Centro: Aberta-Pedrogão (Leiria), Barra (Ílhavo), Furadouro Sul (Ovar) e Osso da Baleia (Pombal), Região Tejo e Oeste: Amoeiras (Torres Vedras), Baleal-Leste (Peniche), Fonte da Telha (Almada) e Paredes de Vitória (Alcobaça), Região do Alentejo: Monte Velho (Santiago do Cacém) e Região do Algarve: Batata (Lagos) e Ilha de Faro (Faro).

Os resultados destas campanhas permitem-nos ter ideia sobre a situação atual naqueles locais. As percentagens apresentadas referem-se ao total de cada categoria em relação ao valor total de lixo contabilizado  em 2020.

ABUNDÂNCIA E COMPOSIÇÃO

Plástico 88%
Artigos Sanitários 5,4%
Papel e Cartão 3,1%
Metal 1,3%
Madeira 0,8%
Vidro 0,5%
Vestuário/Têxteis 0,4%
Barro & Cerâmica 0,3%
Artigos Médicos 0,3%
Borracha  0,2%
Mistos 0,1%

 

Os resultados da Abundância Total e Composição que estabelecem a distribuição de tipos de lixo por as diferentes categorias permitem estabelecer o TOP 10 do lixo em praias. 

TOP 10| 2020

Beatas e Filtros de Cigarro 16%
Fragmentos plástico 0 - 2,5 cm 14%
Fragmentos esferovite 0 - 2,5 cm 12%
Fragmentos plástico 2,5 cm <> 50 cm 8,9%
Fragmentos esferovite 2,5 cm <> 50 cm 4,6%
Cotonetes 4,6%
Cápsulas/argolas das tampas 4,5%
Cordas e Cordel (diâmetro < 1 cm) 3,6%
Esponja de espuma 2,0%
Sacos de batas fritas/guloseimas 1,9%

Os resultados das campanhas de monitorização nas 15 praias de Portugal Continental em 2020 mostraram que 88% dos materiais identificados são de plástico dos quais 42% são plástico de utilização única (PUU) representando as artes de pesca 9,6%.

ARTES DE PESCA

As artes de pesca identificadas nas áreas monitorizadas são compostas por artigos da pesca 8,9% e artigos de aquacultura 0,7%

 

 

ORIGEM (Identificação das FONTES)

Dos itens de lixo em praias identificados em 2020, foi possível atribuir origem, apenas a 17% do total de itens recolhidos, as fontes com maior significado são: