Sistemas de Gestão e Infraestruturas

Políticas > Resíduos > Gestão de Resíduos Urbanos > Sistemas de Gestão e Infraestruturas

Sistemas de Gestão e Infraestruturas

 

A recolha municipal de Resíduos Urbanos (RU), na sua forma básica, envolvia tradicionalmente três operações fundamentais: a recolha, o transporte e a deposição em destino final. Estas operações eram asseguradas pelos sistemas originalmente constituídos pelas autarquias locais. Alguns sistemas mais modernizados já recorriam então a técnicas mais sofisticadas de gestão de resíduos, nomeadamente a triagem e o tratamento.

Um Sistema de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU) é uma estrutura de meios humanos, logísticos, equipamentos e infraestruturas, estabelecida para levar a cabo as operações inerentes à gestão dos Resíduos Urbanos (RU).

Para a gestão integrada dos RU e prossecução das prioridades que têm vindo a ser definidas na legislação, previram-se dois tipos de entidades: os municípios ou associações de municípios, em que a gestão do sistema pode ser concessionada a qualquer empresa, e as entidades multimunicipais, cujos sistemas são geridos por empresas concessionárias de capitais maioritariamente públicos.

Em 2015 existiam 23 SGRU cobrindo a totalidade do território continental, sendo 12 Multimunicipais e 11 Intermunicipais. Cada um destes sistemas possui infraestruturas para assegurar um destino final adequado para os RU produzidos na área respetiva.

 

Multimunicipais Intermunicipais
Valorminho Ambisousa
Resulima Lipor
Braval Resíduos do Nordeste
Resinorte Ecobeirão
Suldouro Resitejo
Valorlis Ecolezíria
Ersuc Tratolixo
Resiestrela Ambilital
Valnor Gesamb
Valorsul Resialentejo
Amarsul Amcal
Algar  

 

Plano Estratégico para Resíduos Urbanos

 

O plano estratégico atualmente em vigor, PERSU 2020, estabelece a visão, os objetivos, as metas globais e as metas específicas por Sistema de Gestão de RU e as medidas a implementar no quadro da gestão de resíduos urbanos no período 2014 a 2020, bem como a estratégia que suporta a sua execução.

A monitorização da atividade dos SGRU é efectuada anualmente no Relatório Anual de Resíduos Urbanos (RARU)