Passar para o conteúdo principal

O setor urbano da água inclui o abastecimento de água para consumo humano e o saneamento de águas residuais. O ciclo urbano da água engloba todas as fases desde a captação de água, superficial ou subterrânea, até à sua rejeição final no meio recetor.

O setor é regulado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). 

Nos últimos 20 anos Portugal realizou importantes e significativos investimentos no setor com ênfase na infraestruturação para o aumento da cobertura. Apesar da maturidade atingida, o setor defronta-se agora com novos desafios que requerem uma estratégia voltada para um novo paradigma, focalizado na gestão eficiente dos recursos, na adaptação às alterações climáticas, na aposta da eficiência hídrica e energética.

Acresce que a revisão da Diretiva relativa à qualidade da água destinada ao consumo humano implica novos desafios e vem trazer novas obrigações no que respeita à avaliação dos riscos no sistema de abastecimento público (da captação à torneira), em estreita articulação com a gestão dos riscos nas bacias de drenagem dos pontos de captação de água destinada ao consumo humano, dando também cumprimento ao expresso no artigo 7.º da DQA. 
Está também em curso a revisão da Diretiva das Águas Residuais Urbanas fazendo uma ligação mais efetiva à Diretiva-Quadro da Água, aos poluentes de preocupação emergente e uma maior aposta na utilização das águas residuais urbanas tratadas para usos não potáveis.