Passar para o conteúdo principal

Quem pode candidatar-se aos EBAE?

Empresas privadas legalmente registadas num dos 27 Estados-membros e/ou nos países candidatos à adesão e que tenham sido vencedoras dos prémios a nível nacional. As empresas públicas e as ONG’s só podem participar através de parcerias formadas em candidaturas apresentadas por empresas privadas.

Quais são as categorias dos EBAE?

Existem 5 Categorias:

  1. Gestão: são aceites candidaturas de organizações (ou grupo de organizações), cuja visão estratégica e sistemas de gestão permitam melhorar continuamente o seu desempenho ambiental;
  2. Produtos e Serviços: são aceites candidaturas de empresas, que tenham desenvolvido um produto ou serviço inovador com contribuição relevante para a proteção ambiental e a sustentabilidade.
  3. Processo: são aceites candidaturas de empresas, que tenham desenvolvido e implementado uma solução inovadora na área de processo e métodos de produção que proteja o ambiente e contribua para a sustentabilidade.
  4. Cooperação com Países em Desenvolvimento: são aceites candidaturas de parcerias constituídas por, pelo menos, uma empresa privada de Portugal e outra organização do sector privado, público, não-governamental ou académico de um país emergente ou em desenvolvimento, que seja uma relação de negócios e que contribua significativamente para o desenvolvimento sustentável 
  5. Empresas pela Biodiversidade: são aceites candidaturas de modelos de gestão que contribuam significativamente no combate à perda da biodiversidade e que apoiem os ecossistemas naturais.

Candidatura nacional

Cada país pode apresentar até 12 candidaturas (no máximo 4 candidaturas por categoria).

Portugal apresentou, em maio de 2020 a candidatura nacional aos prémios EBAE para o biénio 2020-2021.

Até final de Junho 2020, o júri europeu reunirá para escolher a “short list” com as empresas que serão depois convidadas a estar presentes como finalistas na Cerimónia de entrega dos prémios EBAE, a realizar em Dezembro, em Bruxelas, caso a situação epidemiológica o permita.

Pode consultar aqui a lista das candidaturas portuguesas.